Sites Grátis no Comunidades.net
Centro de incentivo a Pesquisa

 

Criacionismo, Ciência e Saúde

  1.      Do Cambriano ao Pleistoceno
  2.      O Argumento do T - Nova Tese Paleontológica Criacionista
  3.     Adão e Eva e a Genética de Populações
  4.     Prevenção do Câncer
  5.      Fitoterapia
  6.     Design Inteligente- Fomos Planejados Dr Eberlin
  7.     Design Inteligente 2
  8.     Areópago Biológico
  9.     ICR
  10.     SCB
  11.     Sistema de Beneficiamento de Cobre
 
 
3 TESES QUE  DESENVOLVEMOS - QUALQUER CONTRIBUIÇÃO, CRITICA INTELIGENTE E REFUTAÇÃO, SEJAM BEM-VINDAS :

1) Paleontologia do T - Resumo



A hipótese de trabalho  pode se resumir nesta pergunta: Quê diversidade e variações morfológicas se esperaria encontrar no registro fóssil a luz do comportamento bio-modificacional rápido e diversificador,  escancarado na biodiversidade atual e até  demonstrável  nas especiações em tempo real? 

Se encontramos trilhões de toneladas de especies  nas camadas, não era de se esperar, caso fosse a fossilização um evento raro, uma maior diversidade dos achados, dado o fato de que especiação ocorre em tempo real e os arbustos filogenéticos da atualidade são tão ricos morfologicamente ?  (já que o critério morfológico é o mais destacado na aferição taxonômica fóssil) não seria mais óbvio esperar distintos e não iguais ("especie em estase" como apontam os estudos paleontológicos pontualistas de Gould,  Elredge e muitos outros grandes estudos da paleontologia?
 
A Incompatibilidade numérica taxonômica no registro fóssil em 543 milhões de anos, que é  verificada quando contrastamos este pobre numero  (300 mil espécies sendo ainda 84% artrópodes,  revelado em pouco diversificados,  e pobres arbustos filogenéticos) , com  a riqueza diversificada causada pelo comportamento bio-diversificador evolutivo/adaptativo/derivado( verificado com especiações em tempo real).Este imenso contraste nos leva a duvidar da coerência da historia evolutiva. 

O grande numero taxonômico de especies e diversificados arbustos filogenéticos, na nossa biodiversidade atual,  nos leva a perceber que não houve tempo para muitas especiações/evoluções/adaptações no registro fóssil de supostos 543 milhões de anos, fazendo-nos constatar, por esta perspectiva evolutiva, a quase total inexistência deste tempo. Curiosamente a própria evolução contesta   a historia da evolução.

Paralelamente podemos ver que há muita compatibilidade de falta de diversidade nos arbustos filogenéticos do registro fóssil, com o modelo criacionista bíblico que defende a extinção da maioria dos tipos básicos ancestrais  dos quais descendem e derivam  todas as biodiversificações/especiações e adaptações fenópticas e genópticas atuais.

Estas observações onde temos pouca variação nos 543 milhões de anos (haste) e muita variação taxonômica na atualidade  (topo da letra  "T") denominamos como paleontologia do "T".  http:// igrejaadventista.no.comunidades .net/ index.php?pagina=1414044282

2) Hipervariabilidade Ancestral - Resumo

Estudos em genética de população conjugados com estatísticas genealógicas, revelam no recuo do tempo, um maior patrimônio genético nas espécies-mães ancestrais das quais fomos derivados , bem como menor carga genética (entende-se por carga o acúmulo de mutações deletérias). Estes dois fatores verificados são justamente os que sustentam a hipótese de sobrevivência das especies ancestrais ao stress homozigótico (aumento de frequência de alelos deletérios quando há consagüinidade nos cruzamentos )  existente nas nossas pequenas populações ancestrais. Caso as especies ancestrais tivessem muitos alelos deleterios para compartilhar e pouco patrimônio diversificador e variabilizador, ela não sobreviveria ao stress homozigótico e nem derivaria as variações atuais http:// sodregoncalves.no.comunidades.n et/index.php?pagina=1399195911

3) Pouco tempo para formação geológica entre o Cambriano e o Pleistoceno - Resumo

A formação geológica do cambriano ao pleistoceno foi rápida devido a diversos fatores como:

1. Pouco desgaste de trilhões de rochas erodidas em atrito com águas em trilhões de demonstrações em cachoeiras, assoalho de rios, encostas dos mares, etc.

2. Dimensão, extensão, espessura e largura das camadas geológicas contrastadas com menores extensões, larguras e espessuras conjugada a largura, das camadas geologicas formadas a partir do pleistoceno 

3. Completude de grandes animais fossilizados e bem preservados com inexistência de girafas, elefantes, hipopótamos e rinocerontes completos sendo fossilizados atualmente revelam eventos contextuais formadores do fanerozoico até o pleistoceno distintos e maiores que os atuais

4. Milhões de erosões muito violentas e energéticas, transportes e deposições, verificadas em todo o globo, revelam conjugação de eventos catastróficos globais, num tipo efeito-dominó, e defesa destas com a presença de grandes astroblemas como causas naturais das mesmas. 

5. O acúmulo de tipos de sedimentos em determinadas camadas, bem como diversas linhas em plano paralelo das mesmas, revelam que houve separação hidrodinâmica automática pela diferença de composição fisico-química, assim como bem expressa a lei da segregação e extratificação espontanea (SEE) defendida por Marske e Berthaud. http:// igrejaadventista.no.comunidades .net/ index.php?pagina=1413735657 (*Esta tese é fruto de um mega debate de 9000 réplicas e tréplicas onde o autor foi a interface entre 4 professores de geologia (USP, UNISSINOS, UNB, UEB) e o mesmo ajudado por um ex-professor de geologia da USP).

6. Pedregulhos pequenos, arenosos, espalhados na superficie de imensos terrenos

7. Média organizacional de fósseis coincidindo com terrenos mais baixos a terrenos mais altos revelando sedimentação média  primeira e posterior, segundo localização geográfica do habitat dos animais. Lembrando que imensos turbiditos formados em taludes, arrastariam seres mais rasos a SEE dos que forem transportados.

**Todas estas observações vieram de debates virtuais e foram extremamente testadas com pares especialistas nas áreas propostas. 
 

 
 
 

Planejamento estratégico do Centro de Incentivo a Pesquisa Criacionista

 

Foi estabelecido que o CiPC atuaria de forma a dar apoio ao pesquisador cristão,  tanto quanto a ideias cientificas gerais,  como tambem e primordialmente,  a ideias que convalidem o criacionismo ou pelo menos,  a ideia de design inteligente nos meios universitarios.

 

As necessidades que o CPC buscaria resolver  são:

 

a. Onda cética que desde o iluminismo vem  controlando a mentalidade nas universidades, criando uma mentalidade descrente cada vez mais presente (ex: europa)

 

b. O criacionismo tem atuado muito em meio confessional e precisa se apresentar em publicações cientificas, as quais precisam de testes que precisam de apoio financeiro para que ocorram.


c. Milhares de cientistas e estudantes se vêem perseguidos ou podados de alguma forma nos grandes centros universitarios, muitos trabalhos estão engavetados pelas regras naturalistas atuais que permitem apenas o materialismo metafisico de se demonstrar


 

A forma de conseguir apoio ao CPC que estamos propondo são 4:

 

a. Venda de livros e material

b. Doações

c. Parcerias de marketing (ex: um laboratorio ou produto é citado em algum trabalho)

d. Investimento em propriedade intelectual e industrial, marcas e patentes

 

Os passos que temos que seguir

 

1. Recrutar representantes ao CPC

2. Fazer folder  e material de apresentação 

3. Pagina na internet

4. Conta bancaria

5. Imprimir boa quantidade de livros

6. Contrato de Investimento

7. Contrato de Marketing

8. Recibo de doações

9. Relação de doadores, investidores e apoiadores em potencial

10. Busca de novas pesquisadores e pesquisas

11. Apresentação  de projetos de pesquisas

12. Estabelecimento de reuniões periodicas, datas, local e apresentadores

 

Estarategias iniciais

 

1. Buscar âncora do projeto, uma personalidade ou instituição que queira ser referencia do projeto

2. Contactar Empresas do ramo de marcas e patentes

3. Criar contato com marcas e patentes da USP

4. Procurar associação de pastores e presidentes de instituições religiosas

5. Marcar  palestras em universidades e igrejas

 

Que Atividades o CPC desenvolveria

1.    Desenvolvimento de publicações e  testes, de pesquisas criacionistas
2.    Tradução e disponibilização de maior numero de material em língua portuguesa
3.    Acolhimento financeiro para dar suporte a  pesquisadores,  cobrando o desenvolvimento de trabalhos
4.     Integrar e linkar cientistas espalhados pelo mundo a trabalhos e necessidades de ajuda mútua.
5.    Eleger projetos em ordem de importancia e possibilidades de realização