Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page



ONLINE
1


Partilhe este Site...



Total de visitas: 288007
Deus criou, Lineau organizou e Darwin Bagunçou
Deus criou, Lineau organizou e Darwin Bagunçou

 

 

 Deus criou, Lineau organizou e Darwin Bagunçou

Por Sodré Gonçalves

sodregoncalves@yahoo.com.br

 

Lineu, pai das classificações taxonomicas dos seres vivos fazia era clados, mas estes eram baseados em caracteres morfológicos, o que fazemos hoje é bem diferente, Lineu acreditada em acestralidade comum, mas não como Darwin, ele acreditava em tipos básicos, tanto que hoje ainda trabalhamos com isso. 

O Darwin esticou os clados(ramos) básicos ad infinitum , darwin juntou os clados todos e inclui todo mundo como se fosse um clado grande cheio de clados pequenos.Veio um cientista darwinista , entomólogo Willi Hennig, pra começar a bagunçar tudo e declarou :

 

" uma classificação deve sempre expressar a relação evolutiva das espécies, não importando se elas são semelhantes ou se diferem drasticamente".

 


Ou seja, a teoria evolução pintou a classificação com suas cores onde tipos basicos ancestrais que envolvem familia-genero-especie...(me parece que os baraminologistas admitem que raramente, em caso de artropodes, vai alem de familias)

Depois que as idéias de Darwin foram aceitas pela comunidade científica, tudo tinha que encaixar no modelo dele e complicou quando o registro fóssil mostrava saltos (Gold), daí entra a nova sintese com a parte de molecular, para fazer a coisa toda não desmoronar, mas daí ficou pior, porque a amainaria molecular é muito mais complexa e dinâmica que os imdivíduos.

Até hoje temos este tipo de problema, pois até morfologicamente tem coisas que não se encaixam, por exemplo,existe a radiação adaptativa vista por Darwin. O mesmo gene pode expressar caracteres distintos(plasticidade fenotípica)sim e existe a radiação não adaptativa quando o gene muda, mas a morfologia . Isso quer dizer que a morfologia pode permanecer, mas o gene pode multar indicando que a seleção natural não necessariamente pode agir nos dois podendo agir nos dois separadamente"

 

Acredito que a radiação de animais terrestres foi maior devido as baixas populações sobreviventes na arca passarem por stress endogâmico, fragmentações sucessivas, o que gera muitas derivas sucessivas, eliminações/seleções, resposta aos novos ambientes (novas expressões) , evolução e plasticidade fenóptica adaptativa, efeito gargalo e fundador, etc....pois temos estimativas de 6,5 milhões de especies terrestres contra 2 milhões de especies marinhas (as marinhas não tiveram baixissimas populações ancestrais pelo modelo do diluvio)..enquanto no registro fossil é inverso, temos muito mais especies marinhas que terrestres...

 

"isso faz sentido porque devido ao stress sofrido e a mudança brusca de nichos as espécies poderiam variar muito mais e isso ainda faz sentido, pois, tipos básicos possuem, em tese, maior carga genética do que aqueles que se especializam dentro do grupo"

Então declarei um dos pontos chaves de  5 teses que desenvolvo em meio aos 10 anos de debates criacionismo versus evolucionismo que o ponto chave que percebo como motor da radiação fenoptica é a endogamia+ mudança de ambiente, inclusive fica dificil testar isso hoje porque a carga netica de alelos deleterios impede sobrevivencia, o que não corria no passado


acheihttps://www.facebook.com/photo.php?
fbid=10201336979409997&set=o.219681284865492&type=3&theater

http://www.nature.com/nature/journal/v505/n7481/abs/nature12886.html

 

"e suporta bem a endogamia+ambiente como precursores da divergência dos grupos"

Aí fiquei animado e disse que além disso, ao mesmo tempo, explica que só eles sobreviveram porque não tinham carga de alelos deleterios pra compartilhar...nos obrigando a aceitar de vez que as taxas de mutação do relogio mitocondrial devem ser altas, caso contrario não existiriamos...elas se extinguiriam a pouco tempo atrás quando nossa população era qpequena segundo muitas estisticas genealogicas (CHANG, 2004)

Além disso, tambem explica os mesmos biotipos nas etnias, nas raças, nas especiações contendo baixa variação 

a coisa complicou para os naturalistas agora"

 

 

SÍMIOS E HUMANOS SÃO DOIS TAXONS TIPOS BÁSICOS QUE POSSUEM DISTINTOS TIPOS BASICOS ANCESTRAIS , QUE SEGUNDO ALGUNS TESTES NÃO TEM POSSIBILIDADE DE SE UNIR, COMO OCORRE COM DIVERSOS OUTROS GRUPOS DE ESPECIES ATÉ MAIS DIFERENTES ENTRE SI QUE SE UNEM PELOS MESMOS TESTES-

 

TV DESAFIO CIENTÍFICO -

 

DEBATE AO VIVO ASSISTA NO YOUTUBE SABADO 14:00HS- INCREVA-SE NO GRUPO "GENTE EDUCADA DEBATENDO EVOLUÇÃO" E PARTICIPE (10 VAGAS APENAS PARA DEBATEDORES)

 

A ciência permite que vejamos exceções a regra. Em biologia vemos TAXONS, ou grupo de especies descendentes de um ancestral comum, como cachorros, lobos, raposas, etc..reunindo em torno desta ascendencia diversos animais semelhantes.

 

Portanto, o raciocinio de Darwin e dos biólogos darwinistas é correto em supor que o homem seria tambem um macaco. Podemos sim fazer esta fácil dedução quando estudamos TAXONS de varios grupos de especies semelhantes umas as outras na natureza.

 

Mas em ciência existes regras e exceções, e quando vamos testar diversos grupos de especies , através de cruzamentos artificiais e indiretos, conseguimos relacioná-los, contudo, porém , quando tentamos testar homem e algum símio, não conseguimos nem inicio de embrião, nada, ou seja, a deudução darwinista é correta, mas não é sustentada nos testes, enquanto em outros grupos sim.

 

Na ciência diversas coisas fogem a regra como por exemplo a água, que em estado sólido, ao contrário do que se espera e se percebe em outros grupos de elementos quimicos, é menos densa que em estado líquido.
Assim tambem o homem cruza apenas como ele mesmo, enquanto diversos outros grupos de animais e plantas, cruzam entre si, podendo ter em sua historia genealogica, ancestrais comuns a tipos basicos ancestrais
GRUPOS TESTADOS EM 1996 (MAIS DE 2000 ESPÉCIES)
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201110862517216&set=o.219681284865492&type=3&theater
CRITERIOS DE DELIMITAÇÃO DE DESCONTINUIDADE FILOGENÉTICA
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201974265261745&set=oa.284342238399396&type=3&theater

 

ANALISANDO A TEORIA DAS EXTRAPOLAÇÕES DE FATOS LÓGICOS (DARWINISMO)
https://www.facebook.com/groups/genteeducada/permalink/283151465185140/

 

Por isso amigos, que nem sempre um raciocinio lógico é verdadeiro, vc mesmo já se deu conta disso diversas vezes na vida não foi? Se bem que as diferenças enrte humanos e macacos são bem grandes, era mais ou menos esperado que não se relacionassem vc não acha?

 

O Darwnismo extrapolou aspectos de modificação (especiação nos clados básicos (Lineu) para fora dos clados básicos, ilimitando ancestrais de um clado relacionando com outro ancetral de outro clado. (exemplo: um ancestral comum dos felinos no passado se relacionou com um ancestral comum dos canideos..um tigre dente-de-sabre e um lobo por exemplo no distante passado tinham maior parenteco Darwin imaginou, calculou, deduziu) e nestas deduções de relacionar ancestrais comuns de grupos monofiléticos com outros ancestrais comuns de outro grupo monofiléticos, extrapolando limites observáveis e testáveis que desde o pai das classificações (Lineu) se admitia, passando pela vasta bibliografia usada por C Darwin, que citou centenas de autores que observavam tais limites, e que hoje estes limites tem até sido testados em milhares de grupos de espécies por biólogos que adotam a linha delimitatoria de ancestralidade comum chamada de baraminologista.http://creationwiki.org/pt/Baraminologia , bem como no registro fóssil que demonstra muito ancestralidade monofilética sem relação lateral observável, podemos afirmar que enquanto Lineau, pai da taxonomia e classificação das especies, dizia, "Deus criou e Lineu organizou", Darwin pode dizer: "Lineu organizou e eu misturei tudo" https://www.facebook.com/groups/genteeducada/permalink/283151465185140/

 

DARWIN TINHA RAZÃO, PENA QUE NEM A QUIMICA E NEM A PALEONTOLOGIA CONFIRMARAM SUA BOA DEDUÇÃO

 

Análise química
http://www.fomosplanejados.com.br/capitulos/assuntos/assunto.asp?codcapitulo=22&codassunto=134&numero=10

 

COM A PALAVRA, UM DOS MAIORES QUÍMICOS DA ATUALIDADE, FATOR H39, CLASSIFICAÇÃO QUE NEM 1 EM 1 MILHÃO DE CIENTISTAS E/OU DOUTORES NO MUNDO TODO TEM.
Marcos Eberlin
1 h ·
"Pessoal,
Sabe como justificaram a pesquisa que deu, nos USA, que a maioria do povo lá não aceita a evolução? https://www.worldmag.com/mobile/article.php?id=29938 Lógico, culpa da evolução e da fajutice de seus postulados nunca será! Culpa de Darwin? Não, esse é santo, o papa do naturalismo, e papa é infalível... Culpa de quem então? Culpa do povo fanático, religioso, ignorante que vive lá na America do Norte... até em Terra Jovem, de 6 mil anos, eles acreditam... concordo, culpa da ignorância dos americanos mesmo, eu sei, eta povo ignorante, sábios somos nós, os brasileiros... tivemos o presidente mais culto e mais erudito da história... gente sábia que levou o Brasil a ser a potencia em C&T que é hoje... nossos vários prêmios Nobel, milhares de patentes... eta povinho burro esses gringos que não aceitam a evolução...mas eles estão melhorando... a cada ponto que a evolução ganha la, nos USA, eles ganham um ponto a mais no seu indice de QI, daquele povo, veja os últimos números e comprove isto... pois sábios são os que creem em Darwin.... como os que creem na evolução química, que dino virou canário, que dino surgiu do nada, porque não há ancestral possível para eles no "museu da Vida", gente que acredita que macaco, como a campanha anti-racismo e por evolução que agora corre por aí... eta povo erudito... sabem química como ninguém... gente que coloca a mão na coca cola e ve que nao dissolve e ai explica a homoquiralidade dos seres vivos, esses sim... Nobel para eles... sabe por que os ignorantes americanos não engolem nem a idade da Terra? Porque na ignorância deles eles percebem, por exemplo, que as montanhas se desgastam pela erosão a uma taxa de 4 mm por ano, e que debaixo de montanhas temos lá todo um registro fóssil, mas que no tempo que calculam esse registro ja deveria ter sido lavado pela erosão pelo menos umas 100 vezes... por isso tem esses ignorantes americanos que entendem que há algo errado que não está certo com os bilhões de anos... ignorantes americanos que não leem a Folha, deve ser, os artigos do Nogueira eruditos que so anunciando que encontramos outra Terra, fez-me sentar e chorar, de emoção, já vi ate os ET la nos dando tchauzinho, para o Nogueira, não eu, para ele, e nem acessam também os blogs brasileiros dos xiitas de Darwin... nem português aquele povo ignorante fala...
Há que miséria miserável intelectual a que vivemos hoje...crendo no absurdo da evolução... um produto fajuto que não vende... e pondo a culpa no consumidor... nos professores de evoluçãoo, como fez o Sandro de Souza, naquele livro pra la de erudito, o da Goleada de Darwin, e os taxando de ignorantes e maus didatas... mas a farsa está prestes a ruir... e ai os que acham que são... se verão como? Deve ser por culpa da ignorancia daquele povo la que o DI moderno surgiu la, e ja faz frente la a evolucao darwiniana... eu sou outro ignorante, eu sei..."

 

EM DEFESA DAQUELES QUE ACREDITAM FIELMENTE NA CIÊNCIA DARWINISTA

 

Quando alguém te irritar não permitindo que se pense teologicamente e cientificamente ao mesmo tempo em relação a vida, não vá pensando que este ser vivo é um ignorante, etc... vou defendê-los...não são exatamente eles que estão errados, nem são os professores deles, na verdade, o ser humano todo é carregado por ideologias de tempos em tempos, e existe um trem chamado modernismo-naturalismo-materialismo-iluminismo, que nos tem carregado a todos :(

 

Todo materialista, em seu modo de pensar, se apoia em darwinismo biológico (aquelas observações que preferem confiar em coisas extremamente polêmicas porque se valem de pesquisas pautadas pelo materialismo metodológico) , e o darwinismo na ciência que hoje está extremamente dominada pelo materialismo e naturalismo.

 

Então, a culpa é mais filosófica que científica..e as pessoas não tem culpa se confiam em professores, e estes não tem culpa se confiam na ciencia, e a ciência, não tem culpa se a humanidade está nesta onda materialista e naturalista de se pensar..ela é arrastada como um vento pro lado que as ideologias estiverem dominando :(

 

CLADO: GRUPO DE ORGANISMOS ORIGINADOS DE UM ANCESTRAL COMUM

 

O Darwnismo extrapolou aspectos de modificação (especiação nos clados básicos (Lineu) para fora dos clados básicos, ilimitando ancestrais de um clado relacionando com outro ancetral de outro clado. (exemplo: um ancestral comum dos felinos no passado se relacionou com um ancestral comum dos canideos..um tigre dente-de-sabre e um lobo por exemplo no distante passado tinham maior parenteco Darwin imaginou, calculou, deduziu) e nestas deduções de relacionar ancestrais comuns de grupos monofiléticos com outros ancestrais comuns de outro grupo monofiléticos, extrapolando limites observáveis e testáveis que desde o pai das classificações (Lineu) se admitia, passando pela vasta bibliografia usada por C Darwin, que citou centenas de autores que observavam tais limites, e que hoje estes limites tem até sido testados em milhares de grupos de espécies por biólogos que adotam a linha delimitatoria de ancestralidade comum chamada de baraminologista.http://creationwiki.org/pt/Baraminologia , bem como no registro fóssil que demonstra muito ancestralidade monofilética sem relação lateral observável, podemos afirmar que enquanto Lineau, pai da taxonomia e classificação das especies, dizia, "Deus criou e Lineu organizou", Darwin pode dizer: "Lineu organizou e eu misturei tudo" https://www.facebook.com/groups/genteeducada/permalink/283151465185140/ :P

 

Mas observamos que o Darwinismo é uma teoria das deduções, projeções, pra não dizer, extrapolações, porque depois de extrapolarem a ancestralidade comum limitada a clados básicos monofiléticos, extrapolaram para o surgimento da vida, depois de planetas, e fizeram surgir até leis, materias, energias, átomos, organizações e quem sabe até multiversos a partir do nada, e seguiram o mesmo raciocinio do darwinismo em sua "inteligente" extrapolação de limites onde fatores modificacionais , passam a ser criadores, o que se ascwende a um tipo básico, agora se ascende ilimitamente, etc, até chegar ao pai de todos nós, o nada.(até porque em ciencia é dogmaticamente proibido se pensar em idéias metafisicas de Deus, design, etc, por mais que sejam óbvias).

 

Um dos processos biológicos para se avistar cada vez mais o design é algo que vai totalmente contra o que se pensava na época de Darwin, que as especies iam melhorando, trata-se da entropia genética por que passa os seres vivos (CRABTREE, 2010; JC SANFORD, 2005) com fartas demonstrações de que a informação vai se estragando e acumulando mutações deleterias que a seleção naturla não filtra, nos apontando automaticamente para o fato de que existiram seres cada vez mais perfeitos, desenhados e bem informatizados geneticamente no passado, mas esta matéria só é estudada em poucos campus como em Stanford e alguns poucos lugares onde gigantes da ciência, como J C Sanford (donos de mais de 30 patentes em genética) ou o médico cientista , descobridor, cientista com "C" maiúsculo, Gerald Crabtree, ensinam .

 

Então , a maioria das pessoas comuns confiam em professores comuns, estes na ciencia comum as vezes sem discernir que a ciência está arrastada por filosofias e vigiada pelos guardiões do "tradicionalismo moderno" (eu sei que é uma contradição de termos) e saem por ai citando artigos, jornais, toalmente seguros e crentes confiados de que o darwinismo tá certo, é verdadeiro e tudo mais...

 

Mas aí vem a pergunta "tem qual probabilidade de estar estas teorias endeusadoras do poder do nada e da matéria estarem redondamente errradas? A resposta matemática de surgir tanta ordem desse lixo chamado "geração espontanea moderninha" é: totalmente e não 1 quatrilhão de vezes multiplicado ao GOOGLE, como querem fazer a gente acreditar.

 

Mas devo aqui confessar que se alguem tentar entender a Darwin, perceberá que este e os postulados que viram convalidar suas ideias possuem alguma razão mesmo..o racicinio é até simples, veja.. se vários grupos e clados básicos tinham ancestrais comuns, é lógico que o macaco e o homem, tão parecidos superficialmente falando, poderiam ter também ancestrais comuns...e se os fósseis eram diferentes no passado, é lógico que podemos pensar em ancestrais cada vez mais diferentes...e a idéia de ancestralidade era totalmente comum seria o mais óbvio a se pensar quando vemos seres vivos cada vez mais simples nas camadas mais embaixo e supostamente mais antigas.... (por mais que hoje já se saiba que temos seres altamente complexos nelas tb) e se saiba que não existe transicionalidade no registro fossil que é composto por 95% de invertebrados marinhos, 4,75% de algas e plantas, 0,2375% de insetos e apenas, prestem bem atenção, apenas 0,125% de vertebrados (sendo a maioria peixes) (WISE, 1989). Ou seja, é óbvio que o registro fóssil se trata de mares e continentes sepultados em camadas né..como bem demonstra o geólologo frances Guy Berthaut http://efficalis.com/sedimentology/videos/

 

Por isso amigos, que nem sempre um raciocinio lógico é verdadeiro, vc mesmo já se deu conta disso diversas vezes na vida não foi? ainda mais que muitas, mas muitas mesmo, descobertas científicas não confirmam 90% desta lógica

 

Então vamos analisar um pouco mais?

 

ANÁLISE LÓGICA E PALEONTOLÓGICA

 

INTRODUÇÃO

 

Várias perspectivas podem
direcionar a análise de qualquer
fato, podemos escolher a mais
adequada a... e tomar extremo
cuidado para que esta perspectiva
não se transforme num dogma e a
visão, em viseira.

 

Da vida, do mundo biológico,
depreendemos naturalmente várias
perspectivas, e mesmo que
inconscientemente , estamos
raciocinando sobre elas o tempo
todo.

 

Ao pesquisar um ser vivo qualquer como uma flor nós temos vários
aspectos a serem observados como:

 

1. A beleza
2. Sua Origem, historia
3. Suas modificações/adaptacionais
4. Seu cheiro
5. Suas funções
6. Sua complexidade integralizada ao ambiente
7. Seu papel num contexto
a.humano
b.animal
c. vegetal
8.planeta
9.e até universo

 

Ao ver um pássaro, podemos
pesquisar-lhe em centenas de
aspectos. Quanto mais analisamos e
aprofundamos mais sabemos que
estamos apenas passeando e
arranhando superficialmente o
universo de sua realidade

 

Ocorre que a descoberta de um
fator modificacional no sec XIX, a
seleção natural, tornou-se como
uma especie de perspectiva "mor"
nas análises, transformando esta
visão em viseira, reduzindo a
biologia a um mero darwinismo,
capaz de aglutinar, convergir e
subordinar todos os aspectos da
vida por este meio, numa especie
de abscesso trazendo a
concentração de todos os itens da
realidade para que disso dependa

 

A viseira modificacional impede
obviamente a contemplação da vida
em todas as suas cores e nuances,
e faz com que uma cor seja
saliente o tempo todo, sendo
outras perspectivas apenas
laterais ou até mesmo,
convenientemente,
ou "naturalisticamente" ignoradas.

 

Apesar de vermos vestidos de
ignorância, viseira e limitação
milhares de cientistas ao
comentarem a vida, temos que
concordar que tal "foco" fez
desenvolver o estudo pormenorizado
de diversos fatores
modificacionais, sendo esta
ciência bastante desenvolvida
dentro da sua micro-
especialização, tendo auxiliado em
boa parte, direta e indiretamente,
a ciência prática que se utiliza
destes conhecimentos para
desenvolver diversas soluções

 

Mas na compreensão da realidade dos seres vivos percebemos diversas categorias, entre elas , destaco duas:

 

a. A Origem

 

b. A Modificação

 

Uma coisa é originar algo, outra, bem diferente, é modificar algo. Posso criar um avião, mas posso apenas modificá-lo, adaptá-lo, etc. Pra fazer um avião preciso de planejamento, plantas, pesquisa, para modificá-lo, preciso de muito menor esforço e capacidade. Uma coisa é um montar um planeta com diversas leis e sintonias finas, outro são as modificações que nele acontecem, uma coisa é se criar uma célula, que é mil vezes superior a complexidade de mil espaço naves, outra é observar suas modificações, mutações, degenerações, adaptações.

 

A confusão e indistinção entre estas duas realidades começou quando Darwin fez uma ponte de clados básicos (Lineu) que ele previu confiando em áreas que ele desconhecia como bioquimica, muito pouco de paleontologia e de geologia(arriscando em Lyell e desprezando os pais da geologia)...

 

Darwin percebendo as variações dos clados básicos na sua época e em milhares de cientistas que observavam esta plasticidade das especies, calculou, projetou, apostou, previu, que tais especiações internamente nos clados poderiam acontecer entre outros clados, e previu que quando paleontologos cavassem a terra, encontrariam elos perdidos entre muitos grupos basicos, reunindo ancestrais cada vez mais comuns a todos no passado geológico.

 

Desta forma, ele transformou as bio-modificações e seus mecanismos modificadores , em mecanismos tambem originadores dos seres vivos, chegando a supor que a vida iniciasse numa "sopa morna".

 

Estabelecidos seus raciocinios lógicos, parcialmente perceptiveis e convincentes, principalmente para aqueles que queriam se livrar da idéia de Deus Criador com todo castracismo moral embutido, estabeleceu-se assim na ciência um segmento de pensamento que recebria toda sorte de colaborações de forma a moldar um modelo da historia da vida na terra, um modelo de historia do fanerozoico e tambem do pre-cambriano.

 

Não faltaram ajudas neste sentido, logo logo, Miller, Oparin, estariam sendo citados nos milhares de livros de biologia como aqueles que convalidaram a origem da vida por meio de situações estocásticas. Paleontólogos estariam cavando a terra inteira em busxca de elos perdidos, transicionais e festejaraim nos milhões de artigos cientificos suas descobertas.Neste ponto vale aqui salientar que os seguidores das previsões de Darwin na paleontologia teimaram durante 150 anos contra criacionistas , defendendo que existia transicionalidade fossil entre clados-básicos (Lineu), e que apenas admitiram que não existia quando apareceu no cenario paleontologico o pontualismo de Eldregge e Gould, que abriram as comportas de artigos denunciando a falta de transicionais de muitos outros autores. O pontualismo defende que a evolução ocorre pontualmente em periodo relativamente curtos ( o que o criacionismo em parte sempre defendia tambem pois preve toda biodiversificação atual (maior que em todas as epocas) se deu em torno de 5000 anos). Contudo, como não vemos aumento de biodiversidade internos nos clados basicos no passado geologico como vemos hoje, entendemos que os clados básicos não tiveram tempo de se biodiversificarem (paleontologia em T, 2010 SODRÉ)

 

Os meios de se datar a terra são diversos, dezenas, mas os métodos de datação que adequassem as suposições do gradualismo geologico de Lyell/Darwin/Hutton e que se estabeleceram com pressupostos de escalas de tempo altíssima. foram preferidos , foram chamados de absolutos (um nome totalmente repugnante ao espírito científico) . Apesar deles não se sustentarem diante destes 3 perguntas (e eu aposto em "ganho de radioatividade)

 

1. A taxa de decaimento radioativo é conhecida e tem sido constante desde o rocha foi formada?.

 

2..Não houve nenhuma perda ou ganho de o pai ou filha isótopos da rocha?

 

3. Os valores de pai e filhos isótopos presentes quando a rocha foi formada são conhecidos.? http://www.answersingenesis.org/articles/ee2/dating-methods

 

Apesar desta insustentabildiade, de milahres de contradições, pelo menos para chamerem eles de "aboslutos" , outros métodos foram totalmente ignorados, como:

 

1. Erosões feitas or cachoeiras e aguas energéticas não comunicam milhões mas poucos milhares de anos ( DR COFFIN -http://sodregoncalves.no.comunidades.net/index.php?pagina=1399665021)
2. Testes do dr Baumgardner identificaram idades máximas padrões de 40-60 mil anos em rochas contendo organicos ao longo de todo fanerozoico
(inclusive em diamantes orignados de grafites de origem organica esmagados e super aquecidos, que não poderiam sofrer contaminação intrínseca relevante)
3. Muitos estratos estão dobrados muito proximamente.
4. O material biológico se deteriora muito rápido.(T-rex de Montana)
5. Radioatividade fóssil reduz as "eras" geológicas a poucos anos.
6.. Muito hélio em minerais.(GENTRY, SNEELING)
7. Muito carbono 14 em estratos geológicos profundos (BAUMGADNER).
8. Não existem esqueletos suficientes da idade da pedra.
9. A agricultura é muito recente.
10. A história é muito recente.
11. A distância entre a Terra e a Lua.
12. O DNA mitocondrial tem atualizado seus relogios mutacionais para poucos milhares de anos atrás (CRABTREE, 2010) em concordancia com estatisiticas genealogicas..(CHANG, 2004)
13. As incontáveis evidencias nas camadas de rochas de todo o planeta que apontam para um acontecimento catastrófico em grande escala.
14. Abundante atividade de água subterrânea nos continentessem terem sido lavadas
15. Milhares de camadas de sedimento sobre os continentes.
16. Distribuição ampla de sedimentos exóticos.
17. Ausência de erosão nas lacunas das camadas sedimentares.
18. Sistemas ecológicos incompletos apontam para segregação e estritificação espontanea das camadas fossiliferas da terra(BERTAHUT, 2004-2012)
19. A formação rápida do Grand Canyon.
20. O limo argilo-arenoso estratificado procedente do dilúvio.
21. Ecossistemas Incompletos.
22. Erosão Rápida dos Continentes.
23. Água no árido deserto de Atacama, no Chile.
24. As evidências do catastrofismo em contraste com o uniformitarismo.
25. As lacunas do registro fóssil e colunas de mesmas especies, sem laços entre padrões de clados basicos ( Lineau)
26. Os halos de polônio órfão de gas radonio-222 de Gentry apontam surgimento repentino (menos de 3 minutos) em processso frio de granitos - Gentry fez 20 publicações e até hoje não teve uma só publicação em periodico com peer review o refutando.
27. Genalogia estística (Dr Chang Yale , Science - 2004)
28. Necessidade de pouco fardo genético em familias isoladas ancestrais para sobreviverem ao stress endogâmico (ex: desonivans, NATURE-2013)
29. Poucos e repetidos nomes antigos, deuses, cidades, linguas, culturas
30. Tendencia de afunlamento populacional
31. Rochas não desgastadas pela água nas cachoeiras e rios sendo esta passagem a mais profunda e portanto com tendencia quase perene
32. Espalhamento de bolders e pedras em diversos lugares muitas vezes na superficie, descrevem restos de catastrofes mundiais muito recentes

 

O modelo evolutivo darwinista, que não distingue criação de modificação, prevalesceu sobre todo e qualquer pensamento cientifico, a viseira modificacionista começou a se transformar em fábrica, em Deus, em tudo.

 

Origem da vida orgânica é área da bioquimica que Darwin era cego, ele chamava a célula de "caixa preta" porque não havia microscopios na sua época e nem se sabia de DNA, etc...Dawkins como zoólogo que mais fala de teologia, rs, é quase cego, em geral os biologos, geologos, paleontologos são de míopes, vesgos a cegos em bioquímica, com raras exceç~çoes é claro. ...a teologia materialmente falando é totalmente cega quanto a origem da vida...ela enxerga pelas deduções filosóficas e revelacionais apenas!

 

Cientificamente e materialmente falando, quem enxerga as bases da vida são os bioquimicos .PONTO.

 

A biologia,/geologia/paleontologia enxerga APENAS como a vida foi transformada..e as vezes auxilia na compreensão complementar de um ponto ou outro (as áreas se complmentam as vezes elucidando pontos da outra)...quem manda mais nas origens da vida é a bioquimica...quem manda mais no modificacionismo da vida é a evolução darwinista sintética e baraminológica (criacionismo biológico), quem manda mais na filosofia das origens é a teologia e a revelação....quanto a historia da vida paleontológica e geologica, estamos numa crise e uma disputa terrivel sem precedentes entre geologos catastrofistas e geologos gradualistas, entre paleontologos pontuais, graduais, catastrofistas (Kurt Wise etc e tal )...

 

Logo quem deveria ter a primazia quanto aos processos da origem da vida é a bioquímica e não áreas que julgamos ser laterais ao fato observado. mas origem indica historia, e a geologia, paleontologia , desde Darwin pretenderam historiar tudo pelo modificacionismo, aí mora um problema sério. O design está para origem assim como o engenheiro mecânico para o projeto, e a evolução está para a modificação assim como o mecânico para os concertos, conservação e gambiarras; devemos entender que a historia não chega a uma origem estocástica, mas designada.

 

CRISE NA GEOLOGIA

 

Desde que o uniformismo foi mudado recentemente para atualismo, desde a revolução recente dos turbididos reinterpretando gradualismos, desde a inserção recente de asteroides compondo a coluna geologica, desde modelos de formação rapida das camadas pela segregação e estratificação espontanea de Guy Berthaut e outros, a crise se instalou entre o catastrofismo geologico antigo retomando as redeas e a geologica gradualista que ascendeu pelo darwinismo e agora sucumbe cada vez mais...Então tais revoluções tendem a se tornar cada vez mais onipresentes na geocronologia sedimentar, nos pressupostos, nas datações, e podemos avistar uma implosão de paradigma (Kuhn)

 

Se eu fosse resumir meus fundamentos quanto a historia da vida eu diria que:

 

1. ASTRONOMIA. Em termos de origem do planeta sou Cesar Lattes, Ronaldo Rogerio Mourão , Isaac Newton, que apesar de astrônomos, são neste ponto, grandes teólogos
2. FISICA. TEMPO DA TERRA .Em termos de datação da terra sou Dr Cleomacio que juntamente com outros questionam os vicios das formulas e pressupostos de alta escala de tempo para datar as rochas, sou Gentry, que depois de 20 publicações está sem resposta publicada até hoje, que algo misterioso e num procwesso a frio fez surgir rochas aqui, os halos são apenas uma das evidencias disso, devem achar muito mais
3. GEOCRONOLOGIA. TEMPO DO FANEROZOICO E DA VIDA. Em termos de datação do fanerozoico sou Baumgardner, que demonstrou idade máximas e padrões do cambriano ao cenozoico com testes em Carbono 14 em rochas contendo materiais organicos (inclusive diamantes originados por grafites esmagados e super aquecidos)
4. GEOLOGIA. Sou Guy Berthaut, Schawduic, Sneeling, Coffin, Nahor Souza, Maske, Baumgadner (modelo tectônicas), ICR
5.PALEONTOLOGIA . Sou Kurt Wise o qual demonstra a distribuição fossil compativel com o diluvio, sou defensor da "Tese da Paleontologia em T " que demonstra que as especies do fanerozoico não se variabilizaram como a partir do cenozoico, portanto elas não tiveram tempo e pertencem a uma unica fauna que habitava este planeta sob condições atmosféricas mais favoráveis a vida, que depois de grandes catástrofes, extinções em massa, magnmatismo fissural, LPIs, astroblemas, transgressões e regressões marinhas com SEE (segregação e estratificação espontanea). Neste ponto sou criacionista roxo e compactuo com toda a dialética em torno da falta de transicionais, a despeito das desculpas furadas de Gould e Eldregdge (Pontualismo)
6. BIOLOGIA , Sou Darwinista, evolucionista como o criacionismo tambem o é, e sempre foi (os cientistas da época de Darwin admitiam modificações e variabilizações não fixistas) com ênfase em especiações em tempo real e rápidas e baraminologia (evolução filogenica de clados-basicos (Lineu) ou tipos básicos (hipótese falseável de Marsh, 1941-2014 com milhares de testes em diversos grupos de animais divulgados por Scherer Siegrifiel, Junker) ..aliás...Devemos lembrar que Darwin apenas copiou mais de 1000 trabalhos a respeito da plasticidade e do modificacionismo adaptacional das especies de criacionistas da , das populações...como sua teoria acabou divulgando bem isso, não me importa de gostar dele neste ambito biológico, sem as extrapolações geopaleontológicas..mas admirado dos trabalhso de genética de população, deriva, fragmentação, seleção natural, entropia genética (CRABTREE, 2010 JC SANFORD, 2005) geomagnetismo interferindo o crossover, produzindo rapidamente toda biodiversidade , todas as etnias fundadas recentemente por endogamias nas poucas familias sobreviventes (por isso japoneses, etnias, etc, são iguaizinhos :)) ao diluvio (Desonivans) publicado na Nature, 2013
http://www.nature.com/nature/journal/v505/n7481/abs/nature12886.html )), descendentes da especiação entre o tipo básico humano tão perfeito e sem carga genética negativa como o casal ADÃO E EVA.
7. BIOQUÍMICA E ORIGEM DA VIDA. Sou Designer inteligente, sou Behe, Stephen Meyer, Eberlin, Newton, e trezentos pesos-pesados da ciência que sempre admitiram e admitem o planejador..a quem reconhecemos ser por uma estrondosa coincidencia entre ciência e religião, ser o Deus Criador representado sobretuido e gloriosamente por Jesus. A Ele a honra e a Gloria agora e sempre AMÉM.