Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page



ONLINE
1


Partilhe este Site...



Total de visitas: 278505
Projeto de Pesquisa de Probabilidade Fóssil
Projeto de Pesquisa de Probabilidade Fóssil

 

 

 

 

Probabilidade taxonômica Fóssil aplicada ao modelo da historia da evolução dentro do modelo criacionista e baraminologista da terra jovem, comparado ao modelo da historia da Evolução de ancestralidade única.

 

A partir das observações e argumentos  de que as camadas do cambriano ao pleistoceno se formaram rapidamente e representam uma única fauna, onde a maioria se extinguiu, principalmente as espécies marinhas, de que elas supostamente viviam numa pangea sem muitos isolamentos e mais perfeitamente adaptadas ao seu ambiente, promovendo poucas bio-modificações, mesmo estando mais bem representadas por diversidade de famílias distintas (apenas 5% sobreviveram), preparamos duas simulações matemáticas para verificar pelas leis da probabilidade, qual estaria mais bem próxima ao padrão dos achados fósseis, que se desenrolaram mais intensamente nos últimos 150 anos desde o lançamento da teoria da evolução de Charles Darwin em 1859.

 

Os  argumentos em favor da formação única do cambriano ao pleistoceno são vários como pó exemplo..Porque existe falta de alimentos vegetais aos grandes animais do cretácio e temos abundancia dos mesmos no carbonífero, como se o reino vegetal de uma camada fosse parar 200 milhões de anos antes? A introdução da queda de asteróides na coluna geológica não fortalece a lei da estratificação e segregação espontânea, a revolução turbidídica que reexplica rapidamente fenômenos como varvitos que antes eram a janela para explicar milhares de formações geológicas graduais. Ver mais  em http://www.adamsapple.com.br/2013/10/tempo-de-formacao-do-cambriano-ao-pleistoceno-i-projeto-de-pesquisa/

 

X= seres vivos

F=Familias

G=Generos

E=Espécies 

X=F+G+E

X= Número Indefinido deseres vivos

X= 1 / 1000 a 50 000 000 000e – Uma espécie para 1000 a 50 bilhões de representantes. Teríamos que estabelecer  uma média.

E=X / 1000 a 50 000 000 000

G= E / 100 Teremos um gênero para cada 100 espécies em média

F= E/ 500 Teremos uma família para cada 500 espécies em média

F= G/20 Teremos uma família para cada 20 gêneros em média

 

*** Cada espécie, gênero e família,  tem maior ou menor média segundo semelhantes atuais, podemos inclusive pegar a lista de mais de 500 espécies do tipo “fósseis vivos” para fazer uma média mais próxima de nossa realidade e podermos comparar com dados mais verificáveis e precisos.

 

Qual a previsão de probabilidade para os dois modelos quanto a :

 

Número de Famílias/espécie/exemplares

Criacionismo Terra Jovem

Evolucionismo

Realidade do Registro Fóssil

Resultado